André… It was meant to be!

Out 27, 2018

Já ouvimos dizer que a nossa vida está traçada e que somos apenas peões que se movem consoante o que já está planeado… No Boa-Bao, não podemos dizer com certeza se isso será verdade, mas o que é certo é que a nossa equipa parece que estava destinada a desembarcar aqui. “Truly meant to be”.

O André Nabais é o nosso bar manager do Porto. Ele conta-nos que, apesar de não fazer parte da equipa desde o início (a abertura em Lisboa), sempre acompanhou o projecto por isso quando recebeu o convite para se aventurar pela Ásia na Invicta… não pensou duas vezes e atirou-se “de cabeça”!

Antes de receber uma proposta para fazer parte da equipa, já sentia que iria ser feliz a trabalhar connosco. Então perguntámos-lhe se tínhamos conseguido superar as suas expectativas e respondeu-nos que no Boa-Bao “é como se entrássemos num mundo paralelo que nos faz deixar a vida pessoal noutro plano”.  

Para o André, as gastronomias de outras culturas sempre foram um prazer e na carta asiática do Boa-Bao não consegue escolher apenas um prato preferido: “Começo a salivar só de pensar no leque de opções. Não consigo resumir as minhas escolhas”.

Desde entradas, como as Tiras Fritas de Carne de Vaca Seca com Sésamo Estilo Issan, a saladas como a de Marisco com Frutas Tropicais ou até mesmo a Salada Vermicelle com Camarão “Black Tiger”, Frango e Erva Príncipe e ainda todos os pratos de caril… Não há uma iguaria que fique de fora da sua selecção.

Para quem visita pela primeira vez, ele recomenda que se dividam os pratos para conseguir experimentar o máximo que conseguir e claro, não se esqueça de pedir um cocktail asiático porque “no que toca à combinação líquida para a refeição, qualquer um dos cocktails tem bastante carácter para acompanhar o momento de acordo com o seu paladar e dar seguimento à experiência única (…)”. O melhor mesmo? É pedir “sugestões a qualquer um dos nossos bartenders”.

Por fim, o André aconselha os passageiros a comerem fora de horas, tanto para evitar um tempo de espera mais longo, como também para apreciar o nosso terraço em plena luz do dia já que “é uma alegria para os olhos com as cores vibrantes” que tem.

Cheers to that!